Amazônia na década de 1970. A fronteira sob o olhar do migrante

Autores

  • Vitale Joanoni Neto Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.46752/anphlac.16.2014.1595

Resumo

Este artigo trata da reocupação da Amazônia Legal, com ênfase para o estado de Mato Grosso, durante a ditadura militar no Brasil. A migração para os projetos de colonização e agropecuários, foi a estratégia utilizada pelo governo para essa tarefa. Milhares de hectares foram entregues à empresas particulares que, por meio da propaganda, atraíram pequenos proprietários do Sul do país. Essa grande operação imobiliária visou vender lotes de terras sem, no entanto, dotá-los das condições mínimas para a permanência desses migrantes e suas famílias nos locais. A população existente nessas áreas antes da implantação dos projetos foi ignorada, o que provocou sérios conflitos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vitale Joanoni Neto, Universidade Federal de Mato Grosso

Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História da UFMT

Referências

CASALDÁLIGA, Pedro. Uma Igreja da Amazônia em conflito com o latifúndio e a marginalização social. São Félix, 10 out. 1971. Disponível em http://www.servicioskoinonia.org/Casaldaliga/cartas/1971CartaPastoral.pdf Acesso em 16 de dezembro de 2013.

BRASIL. Decreto-lei 1.164 de 1º de Abril de 1971. Declara indispensáveis à segurança e ao desenvolvimento nacionais terras devolutas situadas na faixa de cem quilômetros de largura em cada lado do eixo de rodovias na Amazônia Legal, e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del1164.htm acesso em 12/12/2013.

BRASIL. Decreto-lei nº 1.106, de 16 de junho de 1970. Cria o Programa de Integração Nacional, altera a legislação do impôsto de renda das pessoas jurídicas na parte referente a incentivos fiscais e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/1965-1988/Del1106.htm acesso em 12/12/2013.

CASTRO, Maria I. e GALETTI, Lylia da S.G. Um histórico do uso da biodiversidade em Mato Grosso. In: CASTRO, Carlos, F. de Abreu. Diagnóstico do setor florestal em Mato Grosso. Brasília, IBAMA/ITTO/FUNATURA, 1994.

CASTRO, Sueli Pereira; BARROZO, João Carlos; COVEZZI, Marinete e PRETI, Oreste. A colonização oficial em Mato Grosso: A nata e a borra da sociedade. Cuiabá, EdUFMT, 1994.

FERREIRA, Eudson de Castro. Posse e Propriedade territorial: a luta pela terra em Mato Grosso. Campinas, Ed. da UNICAMP, 1986.

FICKELER, Paul. Questões fundamentais na geografia da religião. Espaço e Cultura. Rio de Janeiro: UERJ, janeiro/junho de 1999, nº7, p. 7-35.

FERREIRA, Marieta M. e AMADO, Janaina. Usos e abusos da História Oral. Rio de Janeiro, FGV, 2002.

FROEHLICH, D. Henrique. O bispo da floresta. Autobiografia. Ceilândia: Idea Editora, 1999.

GALETTI, Lylia S. Guedes. O poder das imagens: o lugar de Mato Grosso no mapa da civilização. In: SILVA, Luiz Sérgio Duarte da (org.). Relações cidade Campo: Fronteiras. Goiânia, Ed. UFG, 2000.

GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz. A lenda do ouro verde – A colonização em Alta Floresta/Mato Grosso. Campinas, 1986. 177 p. Dissertação (Mestrado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP.

GUIMARÃES NETO, Regina. Historiografia, diversidade e historia oral: questões metodológicas. In: LAVERDI, R.; FROTSCHER, M.; DUARTE, G.R.; MONTYSUMA, M.F.F.e MONTENEGRO, A.T. (Orgs.). História Oral, desigualdades e diferenças. Recife, UFPE/UFSC, 2012.

GOMES, Angela de Castro. História e Memória: ensino de História e memória histórica Nacional. In: SOUZA, Bertulino J. e CÂMARA, Helder C. (Orgs.). Imaginário. Novos desafios, novas epistemologias. Coimbra, CEIDA, 2012.

HARRES, Marluza Marques e JOANONI NETO, Vitale (Orgs.). História, Terra e Trabalho em Mato Grosso. Ensaios Teóricos e Resultados de Pesquisas. São Leopoldo/Cuiabá: Oikos/EdUFMT, 2009.

JUNG, Carl G. (Org.). O homem e seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, s/d.

MIRANDA L. e AMORIM.L. Mato Grosso: Atlas geográfico. Cuiabá: Entrelinhas, 2000.

MOUTINHO, Joaquim Ferreira. Notícia sobre a província de Matto Grosso seguida d’um roteiro de viagem da sua capital à São Paulo. São Paulo, Typographia de Henrique Schroeder, 1869.

OLIVEIRA, João Mariano de. A esperança vem na frente: contribuição ao estudo da pequena produção em Mato Grosso, o caso Sinop. São Paulo, 1983. 144p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

PREFEITURA DE CUIABÁ. Perfil Socioeconômico de Cuiabá. Vol.III. Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU), Diretoria de Pesquisa e Informação (DPI). Cuiabá: Central de Texto, 2007.

RIBEIRO, José Donizete. Colonização e garimpos: expropriação e violência no Norte de Mato Grosso. In: BARROZO, João Carlos (Org.) Mato Grosso. Do sonho à utopia da terra. Cuiabá: Carlini & Caniato/EdUFMT, 2008.

SCHAEFER, José Renato. As migrações Rurais e implicações pastorais. Um estudo das migrações campo-campo do sul do país em direção ao norte do Mato Grosso. São Paulo, Loyola, 1985.

SCHERER-WARREN e KRISCHKE (org.). Uma revolução no cotidiano? São Paulo, Brasiliense, 1987.

ZART, Laudemir Luiz. Desencanto na nova terra. Assentamento no município de Lucas do Rio Verde – MT na década de 80. Florianópolis, 1998. 189p. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2014-08-21

Como Citar

Joanoni Neto, V. (2014). Amazônia na década de 1970. A fronteira sob o olhar do migrante. Revista Eletrônica Da ANPHLAC, (16), 186-206. https://doi.org/10.46752/anphlac.16.2014.1595