Entre imagens, celebrações e autoflagelos: aspectos das práticas religiosas coletivas nas missões Jesuíticas da Provincia Paraguaia

Autores

  • Jacqueline Ahlert UPF

DOI:

https://doi.org/10.46752/anphlac.26.2019.3352

Resumo

Este artigo versa sobre três aspectos das práticas religiosas coletivas perpetradas nas doutrinas jesuíticas da Província Paraguaia entre os séculos XVII e XVIII: a celebração, o culto às imagens e a prática de autoflagelo. A investigação está ancorada, sobretudo, na documentação primária constituída por cartas ânuas e relatórios de administradores. As liturgias do calendário católico, como rituais formais e elaborados, sofreram inúmeras alterações desde as fórmulas predicadas pelos loyolistas até se metamorfosearem em práticas significantes para os indígenas missioneiros. Assim, frações da acomodação de dogmas tais como redenção, sofrimento e do post mortem se desvelaram na ritualística das práticas coletivas e das festividades, nas quais as imagens, a música e a cenografia tiveram função preponderante, além de ações expiatórias como o autoflagelo. 

Palavras-chave: Doutrinas Jesuíticas da Província Paraguaia, celebrações, imagens, autoflagelo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFFANI, Flavia. La imaginería de las misiones jesuíticas de guaraníes: aspectos iconográficos distintivos, análisis estadístico y comparación con la imaginería andina. In: MELIÁ, Bartomeu. (ed.) Historia inacabada futuro incierto: VIII Jornadas internacionales sobre las misiones jesuíticas. Asunción: Centro de Estudios Paraguayos Antonio Guasch, 2002, p.327-356.

AHLERT Jacqueline. Estátuas andarilhas as miniaturas na imaginária missioneira: sentidos e remanescências. Tese (Doutorado). Porto Alegre: PUCRS, 2012.

ALVEAR, Diego de. Relación geográfica e histórica de la provincia de Misiones. Buenos Aires: Imprenta del Estado, [1791] 1836 (Coleção de Angelis).

ÁVILA, Affonso. O lúdico e as projeções do mundo barroco. São Paulo: Perspectiva, 1980.

BAPTISTA, Jean. Dossiês Históricos do Museu das Missões. Volume II. O eterno: crenças e práticas missionais. São Miguel das Missões: Museu das Missões-IBRAN, 2009.

BARNADAS, Josep M. A Igreja Católica na América Espanhola Colonial. In: BETHELL, Leslie (org.) História da América Latina: América Latina Colonial, volume I. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; Brasília,DF: Fundação Alexandre de Gusmão, 2012.

CHARBONNIER, Georges. Arte, linguagem, etnologia: entrevista com Claude Lévi-Strauss. Campinas: Papirus, 1989.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação. Estudos Avançados, vol. 5, nr. 11, jan/abr. 1991, p. 173-191.

DEL TECHO, Nicolas. Historia de la Provincia del Paraguay de la Compañía de Jesús. Tomo único. Assunção: Editoda Litocolor SRL, 2005.

DOBLAS, Gonzalo de. Memoria histórica, geográfica, política y económica sobre la provincia de Misiones de indios guaranis. Buenos Aires: Imprenta del estado, [1785] 1836.

FRANZEN, B.V.; FLECK, E.C.D; MARTINS, M.C.B. (orgs.). Carta Ânua da Província Jesuítica do Paraguai 1659-1662. São Leopoldo: Editora Unisinos/EdUFMT/Oikos Editora, 2008.

FURLONG, Guillermo S.J. José Cardiel S.J. y su Carta Relación (1747). Escritores Coloniales Rioplatenses II. Buenos Aires: Libraria del Plata, 1953.

GAY, João Pedro. História da República Jesuítica do Paraguai, desde o descobrimento do Rio da Prata até nossos dias, ano de 1861. Revista do Instituto Histórico Geographico e Etnographico do Brasil. Rio de Janeiro: Typographia de D.L. dos Santos, 1863. Tomo 26.

HAUBERT, Máxime. Índios e Jesuítas no tempo das Missões. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

KERN, Arno Alvarez. Missões: uma utopia política. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2015.

MANUSCRITOS DA COLEÇÃO DE ANGELIS. Antecedentes do Tratado de Madri. Jesuítas e Bandeirantes no Paraguai (1703-1751). Introdução, notas e sumário de Jaime Cortesão. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1955.

MANUSCRITOS DA COLEÇÃO DE ANGELIS. Jesuítas e bandeirantes no Uruguai (1611-1758). Introdução, notas e sumário de Helio Vianna. Biblioteca Nacional: Divisão de Publicações e Divulgação, 1970.

MANUSCRITOS DA COLEÇÃO DE ANGELIS. Cartas ânuas de la provincia Jesuítica del Paraguay. (1632-1634) - (1637-1639). Introdução, notas e sumário de Ernesto J. A. Maeder. Buenos Aires: Academia Nacional de História, 1990.

MANUSCRITOS DA COLEÇÃO DE ANGELIS. Jesuítas e bandeirantes no Tape (1615-1641). Introdução, notas e sumário de Jaime Cortesão. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1969.

MARTINS, Maria Cristina Bohn. Sobre festas e celebrações: as reduções do Paraguai (séculos XVII e XVIII). Passo Fundo: UPF EDITORA, 2006.

MELIÁ, Bartomeu. El guarani conquistado y reducido: ensayos de etnohistoria. Asunción: Biblioteca Paraguaya de Antropologia - CEUADUC, 1988.

NASCIMENTO, Anna Olívia do; OLIVEIRA, Maria Ivone de Avila. (Orgs). Bens e riquezas das Missões. Porto Alegre: Martins Livreiro, 2008.

OLIVEIRA, José Joaquim Machado de. Episódio de um diário das campanhas do Sul [1818]. In: Revista Trimensal de História e Geographia ou Jornal do Instituto Histórico Geographico Brasileiro. Rio de Janeiro: Typographia de D.L. dos Santos, 1842, tomo quarto, publicado entre as págs. 331-349.

PELIKAN, Jayroslav. A imagem de Jesus ao longo dos séculos. São Paulo: Cosac e Naif, 2000.

SANTOS, Maria Cristina dos; BAPTISTA, Jean. Reduções jesuíticas e povoados de índios: controvérsias sobre a população indígena (séc. XVII e XVIII). História UNISINOS. Vol. 11, n.2, 2007, p. 240-251.

TESCHAUER, Carlos. História do Rio Grande do Sul dos dois primeiros séculos. Vol. 2. São Leopoldo: Editora UNISINOS, 2002.

THEODORO, Janice. América Barroca. Tema e Variações. São Paulo: Editora Nova Fronteira/Edusp, 1992.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Mana. Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 115-144, out. 1996. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93131996000200005. Acesso em 20/09/2018.

WILDE, Guillermo. Poderes del ritual y rituales del poder: un análisis de las celebra-ciones en los pueblos jesuíticos de Guaraníes. Revista Española de Antropología Ameri¬cana, 2003. In: http://revistas.ucm.es/ghi/05566533/articulos/REAA0303110203A.PDF. Acesso em 20/11/2018.

______________.Religión y poder en las misiones de guaraníes. Buenos Aires: SB, 2009.

Downloads

Como Citar

Ahlert, J. (2019). Entre imagens, celebrações e autoflagelos: aspectos das práticas religiosas coletivas nas missões Jesuíticas da Provincia Paraguaia. Revista Eletrônica Da ANPHLAC, (26), 295-319. https://doi.org/10.46752/anphlac.26.2019.3352