Estado, audiovisual e políticas de memória. As ditaduras latino-americanas nos documentários do canal argentino Encuentro (2016)

Autores

  • Tatyana de Amaral Maya Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
  • Gérson Wasen Fraga Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS

DOI:

https://doi.org/10.46752/anphlac.28.2020.3848

Resumo

Resumo: O objetivo deste artigo é investigar a produção audiovisual dedicada às ditaduras latino-americanas por meio dos curtas-metragens veiculados pelo canal de TV pública argentina Encuentro. Em 2016, o canal lançou na TV, no site e na plataforma youtube, oito curtas-metragens, de caráter documental, sobre as ditaduras latino-americanas no século XX. Os curtas-metragens de caráter educativo podem ser compreendidos como parte da construção de Histórias públicas marcadas pela adoção de uma política de memória na Argentina dentro do quadro de Justiça de Transição empreendido pelo país, após o final da sua última ditadura (1976-1983).

Palavras-chave: políticas de memória, documentários, ditaduras latino-americanas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-20

Como Citar

de Amaral Maya, T., & Wasen Fraga, G. (2020). Estado, audiovisual e políticas de memória. As ditaduras latino-americanas nos documentários do canal argentino Encuentro (2016). Revista Eletrônica Da ANPHLAC, 20(28), 282-312. https://doi.org/10.46752/anphlac.28.2020.3848