Esta é uma versão desatualizada publicada em 2020-12-16. Leia a versão mais recente.

A América Latina em disputa: História e historiografia de uma polêmica

Autores

  • Valdir Donizete dos Santos Junior IFSP

DOI:

https://doi.org/10.46752/anphlac.29.2020.3916

Palavras-chave:

América Latina, História, Historiografia

Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir aspectos relacionados à circulação e aos significados da ideia de “América Latina”. Partindo de um debate iniciado na década de 1960 por autores como o norte-americano John Leddy Phelan e o uruguaio Arturo Ardao, este texto busca compreender as concepções historiográficas que têm balizado as discussões acerca dessa temática. Da mesma forma, procura compreender em perspectiva histórica a construção e as diversas apropriações dessa denominação, tanto como artefato de projetos imperiais, quanto como instrumento de defesa identitária e geopolítica dos países hispano-americanos em relação às pretensões expansionistas dos Estados Unidos. Este texto se debruça, portanto, por um lado, sobre produções intelectuais relativamente mais recentes que elaboraram uma interpretação sobre as “origens” do conceito de América Latina; e, por outro, sobre aquelas, particularmente francesas e hispano-americanas, que participaram desse processo no século XIX, enfatizando a utilização da ideia de “latinidade” como forma de se posicionar contra a presença norte-americana na América Central.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AILLÓN SORÍA, Esther. “La política cultural de Francia en la génesis y difusión del concepto de L’Amérique Latine”, 1860-1930”. In: GRANADOS GARCÍA, Aimer e MARICHAL, Carlos (orgs.). Construcción de las identidades latinoamericanas: ensayos de historia intelectual, siglos XIX y XX. México: El Colegio de México, 2004.

ALLEN, Cyril. “Félix Belly: Nicaraguan Canal Promoter”. The Hispanic American Historical Review, Vol. 37, No. 1 (Feb., 1957), pp. 46-59.

ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

ARDAO, Arturo. Genesis de la idea y el nombre América Latina. Caracas: Centro de Estudios Latinoamericanos Romulo Gallegos, 1980.

______. “La idea de Latinoamérica”. Marcha, Montevidéu, n. 1282, 27 de noviembre de 1965.

BEIRED, José Luís Bendicho. “Hispanismo e latinismo no debate intelectual ibero-americano”. Varia História, Belo Horizonte, vol. 30, nº 54, p.631-654, set/dez 2014.

BETHELL, Leslie. “O Brasil e a ideia de ‘América Latina’ em perspectiva histórica”. Estudos históricos, Rio de Janeiro, vol. 22, n. 44, 2009, pp. 289-321.

BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BRANDALISE, Carla. “Ideia e concepção de latinidade nas Américas: a disputa entre as nações”. In: ORO, Ari Pedro (org.). Latinidade da América Latina: enfoques socioantropológicos. São Paulo: Hucitec, 2008.

______. “O conceito de América Latina: hispano-americanos e pan-latinidade europeia”. Cuadernos del CILHA, vol. 14, n. 2013, pp. 74-106.

ESTRADE, Paul. “Del invento de ‘América Latina’ en Paris por latinoamericanos (1856-1889)”. In: MAURICE, Jacques e ZIMMERMAN, Marie-Claire (orgs.). Paris y el mundo ibérico e iberoamericano. Paris: Université Paris X-Nanterre, 1998.

FARRET, Rafael Leporace & PINTO, Simone Rodrigues. “América Latina: da construção do nome à consolidação da ideia”. Topoi, vol. 12, n. 23, 2011, pp. 30-42.

FERES JUNIOR, João. A história do conceito de ‘Latin América’ nos Estados Unidos. Bauru: Edusc, 2005.

FRANCO, Stella Maris Scatena. Viagens e relatos: representações e materialidade nos périplos latino-americanos pela Europa e pelos Estados Unidos no século XIX. São Paulo: Intermeios, 2018.

_______. “Latinos versus Anglo-saxões: projeções identitárias nos relatos de hispano-americanos pelos Estados Unidos no século XIX”. Almanack, Guarulhos, n. 16, p. 39-79, Ago. 2017.

GERBI, Antonello. La disputa del Nuevo Mundo: historia de una polémica, 1750-1900. México: Fondo de Cultura Económica, 1993.

GOBAT, Michael. “The Invention of Latin America: a Transnational History of Anti-Imperialism, Democracy and Race”. The American Historical Review, vol. 118, issue 5, December/2013, pp. 1345–1375.

GRANADOS GARCÍA, Aimer. “Congresos e intelectuales en los inicios de un proyecto y de una conciencia continental latinoamericana, 1826-1860”. In: GRANADOS GARCÍA, Aimer e MARICHAL, Carlos (orgs.). Construcción de las identidades latinoamericanas: ensayos de historia intelectual, siglos XIX y XX. México: El Colegio de México, 2004.

HARVEY, David. Paris: capital da modernidade. São Paulo: Boitempo, 2015.

JASMIN, Marcelo Gantus & FERES JUNIOR, João (orgs.). História dos conceitos: debates e perspectivas. Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio; Loyola; IUPERJ, 2006.

JUNQUEIRA, Mary Anne. Estados Unidos: Estado nacional e narrativa da nação (1776-1900). 2 ed. São Paulo: Edusp, 2018.

______. Velas ao mar: U.S. Exploring Expedition (1838-1942), a viagem científica de circum-navegação dos norte-americanos. São Paulo: Intermeios, 2015.

McGUINNESS, Aims. Path of Empire: Panama and the California Gold Rush. Ithaca: Cornell University Press, 2008.

______. “Searching for Latin America: race and sovereignty in the Americas in the 1850s”. In: APPELBAUM, Nany P.; MACPHERSON, Anne S. e ROSEMBLATT, Karin A. (orgs.). Race and nation in modern Latin America. Chapel Hill: The University of North Carolina Press, 2003.

MIGNOLO, Walter. La idea de América Latina: la herida colonial y la opción decolonial. Barcelona: Editorial Gedisa, 2007.

PHELAN, John Leddy. “El origen de la idea de Latinoamérica (1965)”. In: ZEA, Leopoldo (org.). Fuentes de la cultura latinoamericana. Vol. I. México: Fondo de Cultura Económica, 1993.

PICON, Antoine. Les saint-simoniens: raison, imaginaire et utopie. Paris: Belin, 2002.

PRADO, Maria Ligia Coelho. “Identidades latino-americanas”. In: AYALA MORA, Enrique e POSADA CARBÓ, Eduardo (org.). Historia general de la América Latina. Vol. VII – Los proyectos nacionales latinoamericanos: sus instrumentos y articulación, 1870-1930. 1. ed. Paris: UNESCO; Editorial Trotta, 2008.

______. “Leituras políticas e circulação de idéias entre a França e as Américas: Francisco Bilbao e a Revue des Deux Mondes”. In: BEIRED, José Luis Bendicho; CAPELATO, Maria Helena Rolim & PRADO, Maria Ligia Coelho (orgs.). Intercâmbios políticos e mediações culturais nas Américas. Assis: FCL-Assis-Unesp Publicações; São Paulo: Laboratório de Estudos de História das Américas-FFLCH-USP, 2010.

______; PELLEGRINO, Gabriela. História da América Latina. São Paulo: Contexto, 2014.

QUIJADA, Mónica. “Sobre el origen y difusión del nombre América Latina (o una variación heterodoxa en torno de la construcción social de la verdad”. Revista de Indias, vol. LVIII, n. 214, 1998, pp. 595-616.

ROJAS MIX, Miguel. “Bilbao y el hallazgo de América Latina: unión continental, socialista y libertária”. Cahiers du monde hispanique et luso-brésilien, n. 46, 1986, pp. 35-47.

ROLLAND, Denis. A crise do modelo francés: a França e a América Latina – cultura, política e identidade. Brasília: Editora da UnB, 2005.

ROSENGARTEN JR., Frederic. William Walker y el ocaso do filibusterismo. Tegucigalpa: Guaymuras, 2002.

SANTOS, Fábio Luís Barbosa dos. “Gênese e atualidade da noção de América Latina: uma reflexão sobre o sentido histórico da integração continental”. Faces da História, Assis-SP, v.2, nº1, p. 06-16, jan.-jun., 2015.

SANTOS JUNIOR, Valdir Donizete dos. Utopias industriais, sonhos imperiais: Michel Chevalier entre latinos e anglo-saxões na Europa e nas Américas (1833-1863). Tese de Doutorado. São Paulo: FFLCH-USP, 2019.

______. A trama das ideias: intelectuais, ensaios e construção de identidades na América Latina (1898-1914). São Paulo: Intermeios, 2016.

______. “A latinidade e as Luzes: a França, o Oriente e o lugar das Américas nas Lettres sur l’Amérique du Nord, de Michel Chevalier (1836)”. Dimensões, v. 36, jan.-jun. 2016, p. 335-357.

SCHEIDT, Eduardo. “Representações de América no pensamento de Francisco Bilbao”. Dimensões, v. 19, p. 27-47, 2007.

SCHOULTZ, Lars. Estados Unidos, poder e submissão: uma história da política norte-americana em relação à América Latina. Bauru: Edusc, 2000.

SOARES, Gabriela Pellegrino. Escrita e edição em fronteiras permeáveis: mediadores culturais na formação da nação e da modernidade na América Latina (século XIX e primeiras décadas do XX). São Paulo: Intermeios, 2017.

TENORIO TRILLO, Maurício. “América Latina: a ideia, mais uma vez”. Intersecções, Rio de Janeiro, vol. 14, n. 2, 2012, pp. 241-267.

TODOROV, Tzvetan. Nosotros y los otros: reflexión sobre la diversidad humana. 3 ed. México: Siglo XXI, 2003.

WADDELL, D. A. G. “A política internacional e a independência da América Latina”. In: BETTHELL, Leslie (org.). História da América Latina: da independência a 1870, vol. III. São Paulo: Edusp; Imprensa Oficial; Brasília: Funag, 2001.

WALCH, Jean. Michel Chevalier, économiste saint-simonien. Par

Downloads

Publicado

2020-12-16

Versões

Como Citar

dos Santos Junior, V. D. (2020). A América Latina em disputa: História e historiografia de uma polêmica . Revista Eletrônica Da ANPHLAC, 20(29), 369-408. https://doi.org/10.46752/anphlac.29.2020.3916